Pular para o conteúdo
Voltar

Ao lado de Pivetta e Porto, Presidente do CEE-MT prestigia assinatura de Edital do Programa "Pacto Educativo"

Toninho Nogueira

Marco Rufino
A | A

O presidente do Conselho Estadual de Educação de Mato Grosso, Conselheiro Gelson Menegatti Filho, participou na última sexta-feira, ao lado do Governador em exercício de Mato Grosso, Otaviano Pivetta, e do Secretário de Estado de Educação, Alan Porto, da solenidade de assinatura do Edital que destinará 1.640 bolsas integrais para os cursos de Ensino Superior e Técnicos na Universidade Católica de Mato Grosso.

Em uma parceria entre o Governo de Mato Grosso, através da Seduc, e a União das Universidades Católicas de Mato Grosso (Unifacc), o Edital, denominado Pacto Educativo, beneficiará estudantes egressos da Rede Estadual e profissionais da educação. O programa receberá um aporte financeiro de R$ 30 milhões, por um período de quatro anos, sendo metade das bolsas disponibilizadas imediatamente, e a outra metade, em 2025. Poderão concorrer às vagas alunos considerados hipossuficientes economicamente e em situação de vulnerabilidade social.

“O Pacto Educativo é mais uma iniciativa do Governo de Mato Grosso que terá grande impacto social. Vai atender aos que realmente precisam e reforça as demais ações que fazem parte do Programa Educação 10 anos”, afirmou o Governador em exercício, Otaviano Pivetta, que foi além, ao afirmar que a Educação Pública Estadual tem todos os requisitos para estar entre as melhores e mais bem avaliadas do país. “Estamos no caminho certo”, finalizou Pivetta.

Os cursos de graduação serão oferecidos no campus de Cuiabá/Várzea Grande, nas áreas de licenciatura em Pedagogia e bacharelado em Direito, Administração, Educação Física, Enfermagem, Biomedicina, Psicologia e Ciências Contábeis. Por sua vez, os 12 cursos técnicos, serão ofertados em Cuiabá e Várzea Grande, além dos Campi de Rondonópolis, Sinop e Cáceres. O edital beneficia, ainda, a cidade de Barra do Garças, que ofertará o curso de pós-graduação em Gestão Escolar, destinado a profissionais da Educação.

Segundo Alan Porto, o Governo do Estado vem, desde 2019, assegurando todas as condições para que a Seduc possa cumprir as metas do ‘Educação 10 anos’. “São 30 políticas e mais de 130 ações já implantadas. O Pacto Educativo reforça o rol de ações que objetivam não apenas melhorar os índices de alfabetização e assimilação do conteúdo pedagógico, mas, melhorar a qualidade de vida e as perspectivas de futuro de crianças, jovens e adultos por meio de uma educação de qualidade”, asseverou Porto.

As formações serão realizadas na modalidade de educação presencial no campus de Cuiabá-Várzea Grande, conforme o Edital, cujos critérios atendem as normas definidas no Estadual de Educação, em consonância com o Plano Nacional de Educação 2014-2024 e a Lei 13.005/2014. Serão 840 bolsas integrais para cursos técnicos, 400 para pós-graduação e 400 para cursos de graduação.

Segundo o Presidente do CEE-MT, Conselheiro Gelson Menegatti Filho, o Pacto Educativo vem ao encontro do que está sendo realizado em Mato Grosso no que concerne ao ensino, e representa bem o lema ‘Todos pela Educação’. “As inovações que o Estado de Mato Grosso vem realizando na educação são algo surreal, senhor Governador. Os resultados desse esforço do governo do Estado e da Seduc estão aí, para todos verem. Tenho a convicção de que o ‘Pacto Educativo’, assim como as demais ações que foram implementadas nos últimos quatro anos, nos permitirá consolidar a meta proposta pelo governo, ou seja, uma educação de qualidade para todos”, afirmou Menegatti, que ainda parabenizou o Secretário Alan Porto pelo pioneirismo de suas ações à frente da educação de Mato Grosso.